Aprender espanhol sozinho: conheça 8 dicas infalíveis

Aprender espanhol sozinho: conheça 8 dicas infalíveis

Andressa Federizzi
Andressa Federizzi
5 minutos de leitura
aprender espanhol sozinho - blog-kultivi

Como a missão deste blog é ajudar os estudantes a aprender mais e mais, vou compartilhar com você 8 dicas (infalíveis) para aprender espanhol sozinho.

O ano começou, as energias foram renovadas e você estabeleceu algumas metas para 2019. E imagino que uma delas seja aprender um idioma.

Há várias formas, mas o que eu quero detalhar neste artigo hoje é como aprender – e ficar fluente em – espanhol estudando sozinho, sem grandes investimentos.

Boas músicas em Língua Espanhola estão em nossas playlists. Acompanhamos e gostamos da série La Casa de Papel. E muito antes disso, vimos Chaves divertir adultos e crianças.

Pense um pouco e note o quanto a Língua Espanhola circula em nosso cotidiano. Muito mais do que a gente imagina.

Então, pare de só prometer e tome alguma atitude para que sua meta – aprender Espanhol – seja atingida.

Dica Bônus: Leia este artigo por completo porque no final irei te apresentar uma estratégia imperdível para aprender espanhol. Eu sei que você vai gostar.

Motivos para aprender espanhol sozinho

As respostas para a pergunta: “Por que aprender Espanhol?” são variadas e facilmente respondidas.

Isso porque, é muito valioso para os brasileiros serem fluentes em espanhol. Se você não prestou atenção nestes detalhes ainda, vou te apresentar algumas informações importantes:

  • Espanhol é a segunda língua mais falada no mundo.
  • O Brasil faz divisa com vários países que falam Espanhol e é integrante do Mercosul.
  • Ser fluente no idioma proporciona mais oportunidades para intercâmbio ou trabalho em razão das fronteiras sul-americanas.
  • Há semelhanças entre o português e o espanhol, porque são línguas que derivam do latim. O que, de certa forma, facilita o aprendizado.

Dicas para praticar ou aprender Espanhol sozinho

Com a grande quantidade de informação disponível na internet, há muitas opções gratuitas para você aprender Espanhol.

Há muita gente dedicada a ensinar o idioma, o que facilita e democratiza o acesso.

Seja qual for a sua necessidade, dá para responder questões do nível básico e até aprofundar os estudos fazendo uma imersão no idioma.

As fontes para esta prática são muitas. Seja músicas, filmes, novelas ou canais no YouTube.

Ouvir ajuda muito no desenvolvimento da língua, isso porque acostuma o ouvido com a sonoridade e pronúncia do idioma.

São 4 habilidades a serem desenvolvidas: Ouvir, falar, ler e escrever. Para isso, listei abaixo 8 dicas que comprovadamente vão te ajudar a ser fluente no Espanhol.

1 Crie uma rotina de estudos

Para aprender Espanhol mais rápido, estabeleça um tempo por dia, mesmo que 20 minutos de contato com a língua.

Se preferir estruturar uma planilha, ciclo de estudos ou usar algum aplicativo para organizar o que, quando e quanto estudar, fica a seu critério.

O importante é estudar com frequência.

Lembre-se que o sucesso ou fracasso do aprendizado depende só de você.

Estabelecer um objetivo e planejar os estudos te mantém focado.

Determine por exemplo, escrever um texto de 3 parágrafos por semana, durante 2 meses.

Com essa especificação fica mais fácil não perder a motivação e é possível mensurar se o objetivo está sendo cumprido.

2 Amplie seu contato com a Língua Espanhola

Quanto tempo do dia temos contato com a língua materna? E agora faça as contas de quanto tempo você tem contato com a língua que está aprendendo?

A diferença é grande né?!

Isso é algo que atrasa nossa evolução em qualquer idioma. Quando menos contato tivermos com a língua mais tempo demoraremos para aprendê-la.

Já observou como um bebê aprende a falar? Ele está cercado por vários estímulos que o ajudam a memorizar os sons.

Assim é que devemos fazer para aprender Espanhol. Fazer uma imersão no máximo de tempo possível.

Portanto, leia em Espanhol, ouça músicas, assista filmes e séries e tente falar.

A pronúncia é uma das habilidades que demoramos mais tempo para desenvolver porque temos alguns medos que não nos deixam tentar.  

3 Repetição

Novamente, se você quiser acelerar o aprendizado do idioma, sugiro que você estude com frequência.

Se preferir, você pode elaborar alguns resumos com os tópicos gramaticais e revê-los uma vez ao mês para não esquecer.

Quanto mais tempo ficamos sem rever determinado conteúdo, mais fácil é para esquecê-lo.

Paralelo a isso, a repetição também ajuda a desenvolver a pronúncia e a compreensão auditiva. Uma atividade interessante aqui é selecionar um vídeo e trabalhar com ele.

Ouça uma vez tentando entender o geral. Depois leia a legenda e pesquise as palavras que não conhece.

Na sequência, veja o vídeo pausando em cada frase para repeti-las em voz alta.

E uma última vez, assista-o por completo sem legenda.

Lembre-se de anotar as palavras novas.

4 Pratique o idioma

Uma ótima forma de praticar é ensinar alguém.

Talvez vocês já tenham ouvido por aí que quando você ensina alguém o seu aprendizado é muito maior do que quando você só escuta.

Isso porque para ensinar você precisa estudar muito. E estudando muito você memoriza – e nunca mais esquece.

Então, segundo os estudos de William Glasser (famoso pela pirâmide de aprendizagem) ler, ver e ouvir contribuem significativamente para o aprendizado, cerca de 50%.

No entanto, o restante da aprendizagem envolve atividades de debate, troca de ideias. Além de atividades práticas (como fazer determinada coisa) e ENSINAR.

De acordo com a pirâmide, aprendemos cerca de 10% do que lemos, 20% do que ouvimos e 70% quando debatemos sobre o assunto.

Porém, quando juntamos várias ações para o mesmo objetivo, somos capazes de absorver muito mais rápido e memorizá-lo com maior facilidade.

Então pratique o idioma ensinando alguém. Se você não tem com quem colocar a atividade em prática, ensine um aluno fictício: seu pet, sua imagem no espelho ou qualquer outra alternativa que encontrar.

Só não deixe de preparar uma aula. Tente explicar a teoria, mostre alguns exemplos e resolva alguns exercícios.

Se você testar, não irá se arrepender.

5 Faça anotações de vocabulário

Tenha em mãos um caderninho para anotações.

Divida uma parte para vocabulário e uma parte para tópicos gramaticais.

Porém, não anote a tradução. Substitua a tradução por um desenho, sinal, sinônimo ou uma frase que te ajude a lembrar o significado.

Comece a pensar em Espanhol para acelerar o aprendizado. Se você traduzir sempre o português irá interferir e sua fluência levará mais tempo.

Exemplo: Oficina – No sabes lo complicada que es mi situación en la oficina. – Lugar de trabajo.

6 Pesquise sobre os principais aspectos culturais

Se puder viajar para praticar o idioma ótimo.

Mas se não puder, faça pesquisas. Mais uma vez a internet é aliada.

Assista canais de viagens. Aprenda sobre a origem das principais festas e pratos típicos. Busque por fatos históricos e marcos importantes que envolvam a Língua Espanhola.

E se você programou uma viagem, faça a tarefa de casa antes de arrumar as malas. Pesquise sobre aspectos históricos e culturais para não cometer nenhuma gafe.

Sugiro aqui alguns canais no YouTube para você conhecer: Luisito comunica. Monitor Fantasma. Caja de Películas. Alanx el mundo. CdeCiencia.

Eles abordam variados temas como filmes, curiosidades, diário de viagens entre outros, que podem servir como ferramenta de estudo.

7 Escreva em Espanhol

Quando escrevemos, estamos organizando várias ideias soltas em um trecho coeso, coerente, estruturado e normalmente de fácil compreensão.

Produzir um pequeno texto por semana ajuda a memorizar vocabulário e tópicos gramaticais.

Além de desenvolver nossa capacidade de autocorreção. Porque durante a escrita, vamos articulando e ajustando as frases para que sejam compreendidas pelo leitor.

Portanto, escreva sobre sua rotina, sobre seu trabalho, sobre você, seus planos ou sobre sua família. Se possível, peça para alguém corrigir.

Assim você será capaz de identificar suas dificuldades e trabalhar com elas ao longo do processo de aprendizagem.

8 Converse em Espanhol

E por último, mas não menos importante – não mesmo –, fale, estabeleça diálogo com alguém, de preferência com um nativo.

No início a timidez fala mais alto, mas depois a conversação vai fluindo e você conseguirá manter uma conversa longa, sobre qualquer assunto.

Existem alguns aplicativos que estabelecem este contato com estrangeiros. Pesquise e escolha o que melhor atende a sua necessidade.

Vou deixar algumas sugestões aqui: Chatea Grátis, Wespeke, Speaky, HelloTalk.

As 8 dicas para aprender espanhol sozinho que você conferiu, são fáceis de serem aplicadas e muitas delas você não precisa gastar nada.

DICA BÔNUS

A última dica deste artigo é para você que quer aprender Espanhol sem pagar mensalidade e podendo escolher o horário que quiser.

Você quer mesmo aprender Espanhol? Então cadastre-se no nosso curso de Espanhol completo. É online, 100% gratuito, com materiais e e-books para download.

São 60 horas e no final do curso você pode acessar certificado gratuito.

Para você conhecer um pouco sobre o curso, confira esse vídeo de apresentação elaborado pela professora Thais.

Gostou das dicas? Então compartilhe este conteúdo e continue nos acompanhando.

Compartilhe este conteúdo: