Você conhece a origem da Língua italiana?

Você conhece a origem da Língua italiana?

Andressa Federizzi
Andressa Federizzi
3 minutos de leitura
origem da lingua italiana

Quem nunca quis bisbilhotar, conhecer, teve vontade de saber mais sobre um idioma estrangeiro?

Origem, curiosidades, lugares onde são falados, muitas são as informações que podemos encontrar sobre novos idiomas.

A língua italiana é sinônimo de arte e história. Esse idioma é considerado por muitos, rico, romântico, musical e belo. Conhecida como língua do amor, é considerada fascinante. Além de ser musical, pois é muito utilizada nas músicas, especialmente na Ópera.

Vamos conhecer um pouquinho mais sobre esse idioma carregado de excelência, beleza e bom gosto, pois como diria o poeta italiano Giacomo Leopardi, “Sapere è vedere dentro di noi.”

Qual a origem da língua italiana?

O nascimento da língua italiana se deu por volta dos anos 800 a.C, numa região povoada por diversas tribos, onde hoje estão localizadas a Itália e a Córsega. 

A origem do idioma vem do latim “vulgar” (língua falada pelos soldados do Império Romano e muito diferente do latim clássico, falada pela grande corte e pelas pessoas mais cultas da época). 

Como diz a jornalista brasileira Amanda Corrêa é uma confusão, mas que faz todo o sentido quando você percebe que a história da Itália, enquanto nação, não é algo linear e retilíneo.

Suíça, Croácia, Vaticano, Etiópia, San Marino e muitos outros países estão na lista de lugares onde o idioma italiano é falado.

Atualmente, essa é uma das línguas mais estudadas no mundo.

Italiano no Brasil

Tudo começou com a chegada dos imigrantes italianos em nosso país para trabalhar nas lavouras de café da região sudeste. Aproximadamente 60% dos imigrantes que entraram no Brasil em 1880 eram italianos.

Os italianos também foram responsáveis pelo processo de industrialização brasileira, eram a maioria dos trabalhadores nas indústrias paulistas.

Por estes motivos, é fácil compreender porque a língua italiana é a segunda língua de muitos brasileiros.

Esse processo de imigração deixou fortes traços italianos em nossa cultura. Música, artes, festas típicas e principalmente a comida. Ah, “manja que te fa bene!”.

Segundo especialistas, é possível afirmar que de 1870 até hoje, a influência italiana em nosso país ultrapassou a portuguesa, uma vez que os registros de imigração mostram que houve mais entrada de pessoas italianas que portuguesas no Brasil. “Tutti buona gente”!

A presença da língua italiana é tão forte em nosso país que em alguns estados aqui do Brasil existem escolas públicas que ensinam o idioma. A maioria delas localizadas nos estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Espírito Santo.

Dialetos italianos

O caminho percorrido pela língua italiana até chegar no idioma que conhecemos hoje, passou por diversas civilizações que, apesar de suas diferenças, eram linguagens relativamente próximas. 

Etruscos, sabinos, romanos, muitos foram os povos que se comunicavam com linguagens diferentes e contribuíram para que o italiano chegasse no que é hoje.

Com a Unificação da Itália, em 1861, o dialeto fiorentino foi designado como o idioma principal, surgindo assim a língua italiana oficial. 

Contudo, a assimilação do idioma não foi imediata, algumas pessoas escreviam e falavam dialetos locais incompreensíveis para quem era de outra região. Cada povoado manteve seu idioma e gradativamente a língua oficial foi sendo assimilada. 

Ainda hoje é possível notar a presença dos dialetos na Itália e encontrar falantes de diversas regiões que não conseguem se comunicar.

Segundo Dario do site Pesquisa Italiana, atualmente a Itália conta com mais de 11.000 dialetos e cerca de 60% da população se comunica através dos dialetos e do italiano tradicional.

Nos dias de hoje os principais dialetos da língua italiana são o piemontese, lombardo, lígure, firulano, toscano, o corso, griko e ausoni, sardi, umbrico e o famoso veneto, que tanto é comum na variável do “Talian” brasileiro.

No Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, o Talian (vindo do norte da Itália), também é considerado língua oficial. E em 2009 foi reconhecido como Patrimônio Histórico e Cultural do Rio Grande do Sul.

Interessante né?!

Curiosidades da língua italiana

Vamos contar pra vocês algumas das diversas curiosidades sobre esse idioma tão peculiar.

Assim como na língua portuguesa, no italiano os substantivos “se ajustam” de acordo com gênero (feminino e masculino) e número (singular e plural). 

É possível fazer apenas três formas de conjugação verbal com a língua italiana, ou seja, os verbos terminam somente em are, ere, ire. 

A língua italiana é considerada “nova”, pois apenas nos últimos 50 anos é que o idioma tornou-se conhecido e dominante, devido a um processo de alfabetização em massa no país. 

O idioma italiano foi difundido em seu país através da televisão. Isso mesmo, ao contrário do que se espera, não foi pelas escolas e cursos que os italianos conheceram seu idioma. A televisão foi o meio mais prático de difundir a língua. 

A palavra italiana mais extensa possui 26 letras, “Precipitevolissimevolmente” e  significa rapidamente.

O italiano possui o trava língua mais difícil: “Trentatre trentini entrarono a Trento, tutti e trentatre trotterellando” que significa “Trinta e três pessoas de Trentino entraram em Trento, todas as trinta e três trotando ao redor.”

E aí, quem se arrisca?

Você também poderá gostar deste artigo:

Compartilhe este conteúdo: