Como aprender Francês sozinho? 6 dicas infalíveis

Como aprender Francês sozinho? 6 dicas infalíveis

Isabela Rabel
Isabela Rabel
6 minutos de leitura
como aprender francês sozinho

Um dos idiomas mais falados no mundo, o Francês é uma língua belíssima e muito agradável de se ouvir. 

De acordo com o Obstervatoire Internationale de la Francophonie (OIF), cerca de 300 milhões de pessoas falam o idioma que é considerado importantíssimo, pois abre muitas oportunidades e caminhos acadêmicos e profissionais. 

Para ter acesso a essas oportunidades e não ficar pra traz no mercado de trabalho, a Kultivi quer te mostrar as 6 melhores dicas de como aprender Francês sozinho.

Língua oficial de 30 países, o Francês possui características próprias e peculiares, embora tenha descendência do latim vulgar, assim como outros idiomas como italiano, espanhol e português.

Há várias grandes empresas com filiais no Brasil que buscam por profissionais qualificados. Algumas áreas estão com o mercado de trabalho aquecido para quem é fluente no idioma e anunciam vagas no LinkedIn. São oportunidades principalmente para a Indústria automobilística, engenheiros, administradores, químicos e profissionais do Comércio Exterior.

Outra área tradicional é a da Gastronomia. As oportunidades são diversas, seja em restaurantes, cursos, produção e comércio de bebidas.

O mercado de Cosméticos, sempre em expansão, também abre oportunidades de trabalho em variadas posições e cargos.

Além de útil para o mercado de trabalho, saber se comunicar em Francês – mesmo que básico – é o primeiro passo para conseguir estudar no exterior. Países como França, Canadá e Bélgica oferecem ótimos cursos de idioma, graduação e pós. Mais um motivo para aprender o idioma, não é mesmo?

E isso não significa que você precisa gastar com curso presencial ou residir em Paris. Dá para aprender Francês sozinho e nesse artigo você vai saber como, em 6 (valiosas) dicas.

Vamos lá então?!

1 Determine um objetivo para aprender Francês sozinho

Aprender qualquer idioma exige motivação, dedicação, disciplina e estudo. Infelizmente, não existe uma pílula milagrosa ou a possibilidade de fazer upload da língua que você quer ser fluente.

Já falamos neste blog que sem planejamento fica muito mais complicado estudar. Isso porque manter o foco e a motivação sem ter um objetivo é quase como não ter um rumo, não saber o que fazer.

Para isso, determine sua meta de estudo de acordo com os princípios do método SMART.

Esse método ajuda a organizar as metas considerando 5 palavras-chave: Específico (Specific), Mensurável (Measurable), Atingível (Attainable), Relevante (Relevant) e Prazo (Time-bound). Por isso SMART.

Portanto, é uma forma inteligente para a definição de metas, visto que são considerados vários fatores como o esforço, tempo, motivação, custos, recursos, pessoas envolvidas e demais variáveis.

É fundamental para tirar uma meta do papel detalhar o objetivo, de modo que ele responda essas perguntas:

Por que eu quero atingir este objetivo?

Eu consigo alcançar este objetivo? Como? Tenho os recursos necessários?

Quanto tempo eu vou me dedicar a este objetivo?

Em quanto tempo eu consigo alcançá-lo?

Como posso acompanhar o processo?

Assim, você pode estabelecer um objetivo detalhado. E como aprender Francês sozinho, será um pouco mais claro para você. Olha esse exemplo:

Aprender 20 palavras em Francês por semana. Como? Lendo jornais franceses, durante 30 minutos por dia. Acompanhamento: Caderno de anotações.

Faça este teste, repense seu planejamento.

2 Aprenda aos poucos

Aprender Francês sozinho será desafiador se você nunca tentou isso antes.

Então, concentre-se em aprender o vocabulário essencial para a comunicação. Não queira saber tudo de uma única vez.

Vá com calma para não perder a motivação, mas não se acomode, saia da sua zona de conforto.

Estudar com frequência, um pouquinho por dia, é melhor do que apenas uma vez na semana.

Nem que sejam apenas 20 minutos – concentrado – causam um efeito muito positivo. 

Não se contente com pouco tempo de dedicação. Organize-se para cumprir uma rotina de estudos. Isso vale para qualquer  idioma. Um ou vários, tudo depende da sua força de vontade. Conciliar o aprendizado de idiomas com sua rotina é possível.

Existe um curso capaz de te dar as ferramentas necessárias e te ajudar nessa organização, para que você possa aprender de forma efetiva de 6 a 12 meses, e o melhor, é um curso 100% gratuito.  

3 Tenha material para anotações

Ah sim, cadernos de anotação, planners, facilitadores de estudo, todos esses materiais são muito úteis para consultas rápidas ou para não esquecer aquela informação importante.

Usar uma dessas ferramentas para aprender Francês é uma ótima escolha.

Revise suas anotações pelo menos uma vez ao mês. Assim você estará em constante contato com os conteúdos que já viu e poderá corrigir ou fazer as adaptações necessárias.  

Se preferir usar materiais digitais, sugiro que conheça nossos planos especiais, uma área exclusiva da Kultivi para assinantes que querem ter materiais complementares como planos de estudos, e-books de vocabulário, dicas, apostilas e muitos outros recursos.

Para conhecer um dos diversos materiais disponíveis no Kultivi +, baixe a versão simplificada do Facilitador de Estudos de Francês. Use-o para criar seu próprio dicionário e faça suas anotações.

4 Aumente potencialmente seu contato com o idioma

Uma dica valiosa sobre como aprender Francês sozinho é aumentar o contato com o idioma, o máximo possível.

Como o Francês é menos presente em nosso cotidiano, vai exigir um pouco mais de esforço, pois o famoso biquinho e o som do R serão estranhos para seu ouvido num primeiro momento. 

A minha primeira sugestão é que você configure seu celular, suas redes sociais, seus aplicativos favoritos para o Francês. 

Para os que gostam de lembretes, etiquetar móveis e objetos da sua casa com as palavras em Francês também é uma excelente opção. Assim você associa a imagem com o significado e a pronúncia vai fluindo.

Tire um tempo para assistir algumas pessoas falando em Francês. Preste atenção nos movimentos da boca, note as expressões faciais e entonação. Tente repetir o som que ouvir, sem julgamentos, apenas faça. Depois vá associando o som com a palavra escrita.

Outra opção é assistir canais de TV ou vídeos no YouTube para adquirir vocabulário através do contexto e acostumar o ouvido com os sons.

Além disso, crie o hábito de ler em Francês seja revistas, jornais, blogs ou livros.

Porém, comece com textos curtos. Leia fazendo anotações. Busque entender o significado da palavra dentro do contexto em que está inserida. Não traduza tudo, escaneie o texto sublinhando as palavras importantes. Essa prática te garante um estudo do texto. Não apenas uma leitura trivial.

Saia da sua zona de conforto aos poucos. Leia textos maiores e busque assuntos mais complexos. Isso agregará muito no seu aprendizado e na sua competência linguística no idioma.

Pontuação, acento, estruturas de frases, preposições… são passíveis de correção com leitura constante, assim como acontece na Língua Portuguesa.

Procure também por textos que disponibilizam versão escrita e em áudio. Acompanhe o áudio com a leitura. Isso te ajudará a reconhecer a pronúncia correta.

Depois tente ler em voz alta e compare se a sua pronúncia está próxima do áudio.

Se você gostou dessa ideia, sugiro conhecer o Podcast Français Facile. Os áudios acompanham textos, lições de gramática e exercícios interativos.

5 Busque por temas da sua afinidade

Talvez esta seja A DICA DE OURO. Torne o aprendizado do Francês divertido. Quando utilizamos de temas que nos são mais atrativos, que fazem parte da nossa rotina, do nosso gosto, a aprendizagem fica mais prazerosa. 

Leia, ouça e escreva sobre a sua profissão, sobre o que você gosta de fazer, seu hobby. Busque por temas que sejam do seu interesse, isso faz com que você mantenha a motivação.

Como você gosta daquele assunto, será mais fácil memorizar vocabulário e pronúncia.

Quer um exemplo de atividade? Escreva um pequeno texto por semana. Pode ser sobre a sua rotina, sobre sua família ou sobre um filme que assistiu recentemente, algo que te marcou. 

Essa prática te fará pensar em Francês, além de fazer com que você acesse várias palavras, estruturas e regras que aprendeu anteriormente, com um tema que é da sua afinidade.

6 Pratique a conversação

Se você quer mesmo acelerar o aprendizado, a dica é se colocar “em risco” e falar. Sem medo, sem vergonha, sem receio algum. Se joga!

Bater papo só pra jogar conversa fora já é legal, imagina usar isso para um momento de aprendizagem efetiva? Um momento de descontração pode ser excelente para você ganhar confiança. 

Estabeleça diálogo com alguém, não permita que a timidez ou o medo de errar te deixem de fora de boas experiências.

Atualmente, existem vários sites e aplicativos interativos que você pode conversar com pessoas do mundo todo. 

Fale com nativos, seja online ou presencial. E não pense que é necessário viajar para interagir presencialmente com nativos. Muitos Haitianos vieram morar no Brasil nos últimos anos. Para quem não sabe, o Francês é a língua oficial do Haiti.

Essa é uma das dicas mais recomendadas pelos nossos especialistas poliglotas: a prática.

Apesar de ser clichê, o ditado que diz “a prática leva a perfeição” faz todo o sentido quando se trata de uma melhor compreensão do idioma. Somente falando, ouvindo, praticando, se expondo mesmo, é possível desbloquear os medos e se tornar fluente. 

O Leo e o Vini, são poliglotas e criadores do Polidtos (@Polidots Idiomas), eles participaram de uma live incrível no canal da Kultivi e deram ótimas dicas para você aprender um ou vários idiomas, além de destacar a importância da comunicação.

A conversação não é o objetivo final, ela é o meio, faz parte do processo.

E então, gostou das nossas dicas?! Agora você está pronto para tirar o plano de aprender francês sozinho do papel e se tornar fluente. Pois como dizia Charles Chaplin: “A persistência é o caminho do êxito.”


POSTS Relacionados

aprender Libras
Idiomas

Por que Aprender Libras? Inclusão e Oportunidades Profissionais

Saiba porque aprender Libras garante oportunidades e destaque profissional. Como e onde é possível aprender a Língua de Sinais.

aprender espanhol sozinho - blog-kultivi
Idiomas

Como aprender espanhol sozinho em pouco tempo

Saiba como aprender espanhol sozinho em pouco tempo com os métodos mais eficientes para alcançar a fluência de forma acelerada.

verbo to be
Idiomas

Como usar o verbo To Be | inglês gratuito Kultivi

Como usar o verbo to be? Ele é usado em muitas situações na Língua Inglesa. Equivale aos verbos ser e estar em português.