Plano de estudos: Dicas e um modelo para você montar o seu!

Andressa Federizzi
Andressa Federizzi
4 minutos de leitura
Plano de estudos

Aproveitar os dias intensamente ou estudar no período livre? Eu sei que essa é uma dúvida cruel para muitos estudantes, principalmente aqueles mais ansiosos. Por isso, quero compartilhar algumas dicas e sugestões para criar um plano de estudos equilibrado, digamos mais leve.

Conseguir uma aprovação não é tarefa do dia para a noite, então, quanto mais dedicado e estratégico for o aluno, melhor será seu desempenho.

Publicidade


Não dá para perder tempo, mas também, ninguém é de ferro. O descanso é grande aliado para a memória e concentração.

Portanto, é compreensível que alguns dias você não queira ver os cadernos. E é por isso que é tão importante a gente entender que o melhor plano de estudos, é aquele feito por você que considera sua rotina. Aquele plano de estudos que mescla as disciplinas.

Publicidade


Dicas para um plano de estudos equilibrado

Antes de sair por aí, criando o plano de estudos perfeito, você precisa fazer um planejamento. Para uma bom desempenho na prova, seja um estrategista seguindo essas dicas:

  1. Conheça a prova. Saiba suas dificuldades.
  2. Pense sobre a sua rotina e estabeleça as atividades prioritárias.
  3. Intercale as disciplinas para não cansar seu cérebro com o mesmo assunto.
  4. Determine alguns minutos para as pausas.
  5. Inclua revisões e exercícios no plano.
  6. Avalie seu desempenho e mude o plano, se necessário.
  7. Atividades físicas e de lazer não devem ser esquecidas. São importantes para manter a qualidade do estudo.

Você já sabia dessas dicas? Aplica elas no seu dia a dia?

Os 7 passos acima são seguidos por muitos estudantes e indicados por especialistas, isso porque fazem muita diferença na concentração, na produtividade e nos resultados dos estudantes.

Se você ainda não considera esses pontos para criar um plano de estudos equilibrado, eu sugiro que você repense seu planejamento de estudos.

Mas calma, não precisa desespero, nem mudar tudo do dia pra noite. Estudar é um caminho longo, uma construção diária, a cada dia vamos melhorando os processos, aprendendo técnicas novas e redescobrindo nosso potencial.

Pra te ajudar nessa caminhada, resumi os 5 pontos principais para criar um plano de estudos equilibrado e eficiente. Leia com atenção, faça sua autoavaliação e use o modelo de plano de estudos da Kultivi para que você consiga estudar, descansar e obter bons resultados.

1. Planeje seu plano de estudos

Liste o que você tem programado na agenda: viajar, feriado, almoço em família, mercado, reunião importante, entregar trabalho… bem, tudo o que está no seu dia a dia e que você precisa cumprir.

Considere essas atividades antes de criar seu plano de estudos, conte os dias que poderá estudar. Faça uma análise realista tá bem?!

O lazer também deve aparecer nesse levantamento, afinal lazer e estudos podem ser conciliados sem problemas. Sair com os amigos, maratonar séries e filmes, dormir um pouco mais, podem e devem fazer parte desse planejamento.

Então, divida seu tempo de modo que a sua rotina seja proveitosa em todos os sentidos. Só não extrapole, não deixe de organizar um tempo para colocar o conteúdo em dia, caso em alguma semana específica sua agenda seja de menos estudo. Equilíbrio!

Destaque importante: se você tem a possibilidade de ter horários mais flexíveis, opte por estudar (revisar, ler, resolver exercícios) no período mais produtivo para você. Por exemplo, estudar pela manhã e dar conta das outras tarefas nos outros períodos.

Veja o que melhor funciona para você!

Outra dica importante é estabelecer um horário para acordar, não precisa ser muito cedo (é preciso dormir bem para ter bom desempenho), mas manter essa rotina vai ajudar a criar hábito e organização – que se você ainda não sabe, é o segredo do sucesso: organização.

2. Autoavaliação

Faça uma retrospectiva, não só das suas ações, mas também dos seus estudos. Pense sobre técnicas que deram certo, o que você pode repetir do plano de estudos antigo, suas dificuldades… Enfim, faça uma autoavaliação com base no seu desempenho nas últimas provas ou simulados.

Reconhecer as dificuldades ajuda a estruturar um plano mais assertivo com base no seu objetivo. Inclusive, aproveite para incluir suas principais dificuldades no plano de estudos.

Você pode revisar a base das disciplinas e focar mais tempo nesses tópicos com dificuldade. Por exemplo, determinar um tempo maior para resolver exercícios ou ainda, assistir algumas outras explicações para aprender aquele conteúdo de uma vez por todas. É claro, sem pressão! Você precisa de organização e ritmo.

3. Descanse

Organize-se para descansar. Sem culpas, OK?!

Diminua o ritmo em algum dia da semana, planeje o tempo de estudo mais leve, não estude por horas e horas seguidas.

Como dito antes, lazer e estudo podem andar juntos, desde que bem organizados. Escolha um dia da semana para leituras somente ou dar uma conferida nas suas anotações ou resumos.

Se você tiver a oportunidade de tirar um dia somente para descansar, o domingo por exemplo, faça isso.

Há também outras formas de incluir o descanso sem comprometer seu plano de estudos.

Você pode por exemplo, fazer pausas controladas, ou seja, determinar alguns minutos entre uma disciplina e outra para levantar, tomar água, comer uma fruta. Nada longo, entre 5 ou 10 minutos.

Você já experimentou usar a técnica pomodoro? Ela ajuda a manter a concentração, o foco e tornar seu tempo de estudo muito mais aproveitado.

Técnica Pomodoro – manter concentração

4. Revise

Inclua revisões no seu plano de estudos. Mantenha o conteúdo ativo na memória. Já falamos disso aqui no blog, mas é sempre bom destacar que a repetição ajuda nosso cérebro a armazenar o conteúdo na memória de longo prazo.

Se você quiser revisar de modo mais dinâmico, minha sugestão é que você utilize os flashcards.

5. Leia

Aproveite uma parte do tempo de lazer para a leitura. Um bom livro pode ser relaxante e, além disso, você estará aprimorando seu vocabulário e escrita.

Ler nos ajuda a desenvolver a criatividade e nos traz informações sobre diversas áreas, por isso, mesmo que seja durante poucos minutos, leia artigos em jornais, revistas ou blogs e acrescente à sua maratona de estudos uma leitura mais demorada, como por exemplo os livros técnicos e obras literárias.

É válido também ler e pesquisar sobre atualidades, estar antenado no que é ou foi destaque no ano que está acabando.

Outras dicas

Lembre-se que o celular serve para muitas coisas: trabalho, estudo, lazer, mas ele também faz nosso cérebro ficar cansado por processar tanta informação.

Semelhante a outros aparelhos como a televisão, o celular demanda informações e nosso cérebro trabalha para absorvê-las. Então ficar muito tempo nesse tipo de atividade não deixa seu cérebro descansar.

Fique algum tempo sem o celular, principalmente ao estudar e antes de dormir.

Compartilhe este conteúdo: