Saiba como organizar um cronograma de estudos eficiente para concursos

Use estratégias para otimização de tempo e saia da zona de conforto, estude mais o que você não domina.

Você concurseiro, que está nessa maratona de estudos, provas, editais e leis, hoje quero compartilhar a minha experiência enquanto estava estudando para concurso.

Espero ajudar você a aproveitar melhor seu tempo de estudo contando quais foram os meus segredos e estratégias para conseguir a aprovação.

 

Minha formação é Direito e sempre tive o interesse em prestar concurso público, talvez pelos mesmos motivos que você, estabilidade e bom salário.

Comecei a testar ainda durante a faculdade, fiz concursos em vários estados e em alguns minha pontuação ficou bem próxima da aprovação.

Durante minha preparação sempre busquei diversificar as fontes de conteúdo (livros, apostilas, videoaulas) e produzia meus resumos por tópicos, era o que funcionava bem para mim, mas existem outros modelos, como por exemplo, os mapas mentais.

Sempre dei preferência aos materiais já organizados para concursos, aquelas apostilas específicas para o cargo x ou y, porque assim eu economizava tempo e direcionava minha atenção para o que eu precisava saber de cada disciplina.

Quando fui montar meu plano de estudos, levei em consideração a minha rotina. Nem todos os concurseiros podem dedicar seu tempo somente para a preparação. No meu caso, após terminar a faculdade, precisava conciliar o estudo com a família, trabalho e lazer.

Como eu fiz? Bem, vou confessar que não foi fácil criar o hábito de cumprir o cronograma que eu organizei. Porém, o que me mantinha focado era o desejo de ser aprovado.

Então, para dar conta de tudo criei um plano que considerava uma carga horária que eu conseguia cumprir, sem sobrecarregar e aproveitando ao máximo aquele momento de concentração. Estudava até 2 horas por dia e apenas 4 disciplinas por mês.

Determinei um tempo na semana também para revisar os conteúdos, para os exercícios e praticar a escrita.

Resolvi muitas questões durante este tempo, com isso consegui testar meus conhecimentos, conferi se de fato o modo com que eu estava estudando, estava trazendo resultados. Busquei provas anteriores e bancos de questões e conforme ia resolvendo, consegui identificar quais eram meus principais erros.

Quando o edital para Analista Judiciário do Tribunal de Justiça saiu eu estudei intensivamente por 3 meses. Fiz um curso preparatório e, paralelo a isso, reorganizei meu plano de estudos.

Priorizei as matérias de maior peso de acordo com o edital e trabalhei em cima dos conteúdos que eu tinha mais dificuldade.

A minha estratégia foi saber um pouco de tudo, ou seja, não me tornei mestre em todas as áreas do edital (porque não é isso que o concurso exigia), mas sim, estudei bastante para ter uma boa bagagem de cada uma e ser capaz de responder as questões.

A cada videoaula ou leitura, eu anotava os pontos mais importantes para facilitar minha revisão futura, o que ajudou muito próximo à data da prova.

Eu aproveitava os momentos “livres” para acompanhar as notícias, buscando-as em fontes diferentes, ler um livro ou material que pudesse contribuir para meu aprendizado.

Mesmo nessa correria consegui um tempo para o descanso, ação fundamental nesse processo.

Na semana antes da prova só revi meus resumos e resolvi questões de concursos anteriores. Tentei relaxar, confiei no que eu havia aprendido e fui aprovado com boa pontuação.

 

Agora que você já conhece um pouco da minha história, sabe que eu entendo as suas dificuldades porque já passei por este processo. Então minhas dicas são: evitar investir seu tempo em matérias que já domina ou que sejam de sua afinidade, concentre-se em dominar o que ainda não sabe.

E tenha uma estratégia, seja apostilas específicas para o edital ou estudar através de questões. Encontre algo que funcione para você.

 

Revisando:

- Diversifique as fontes de estudo.

- Elabore resumos de cada disciplina.

- Estude sempre, mesmo antes da publicação do edital, e poucas disciplinas por vez.

- Adquira apostilas específicas para concursos.

- Resolva questões para identificar suas dificuldades e conhecer a estrutura das questões.

 

Espero que as dicas tenham sido úteis.

Por Claudio

 

 

Kultivi – Ensino Gratuito de Qualidade

 

 

 

 

APOSTILA COM DESCONTO DE 20%: KULTIVI

 

Nos acompanhe nas redes sociais:

 

Youtube

Facebook

Twitter

Linkedin

IG - @kultiviedu

 

_relacionados