Como organizar muito conteúdo para estudar para concursos

Com ou sem um edital publicado é muito conteúdo para o concurseiro estudar. Saiba como planejar seus estudos.

E ai concurseiro, tudo bem?

Bem, antes de te ajudar na organização dos estudos, quero que você pense sobre qual é o seu objetivo.

Ter isso definido faz com que seu cérebro entenda que a energia gasta é importante e útil, diferente de quando você estuda sem ter um objetivo.

Então, se você definir uma carreira, o foco nos estudos é potencializado. Porque se você estuda para qualquer concurso, a cada edital publicado os estudos precisam ser retomados, ou pelo menos, para as disciplinas específicas.

Já quando você busca a preparação para um cargo determinado, as chances de você ter bom resultado na prova é maior. Primeiro, porque a banca pode ser a mesma há muito tempo, consequentemente, será possível identificar o padrão de questões, do edital e dos conteúdos cobrados.

Assim, estudando pelas edições anteriores, você saberá o que estudar, como estudar e qual a melhor estratégia para a aprovação.

Depois de definir o objetivo, estude em um ambiente adequado, que seja confortável e facilite a concentração.

Separe os materiais que irá utilizar, um caderno ou bloco para as anotações, marca texto, canetas e demais acessórios. Deixe tudo à mão para evitar perder tempo e demorar muito para retomar o foco.

Na sequência, organize um plano de estudos que se adapte à sua rotina. Muitos concurseiros ficam desesperados frente a um edital com vários conteúdos, um prazo curto e pouco tempo disponível.

 

Como organizar o cronograma de estudos

 

Primeiro, anote sua rotina. Que horas acorda, seu horário de trabalho, suas horas de sono. Depois, perceba os espaços livres, ou seja, quanto tempo tem vago.

Então, determine horário de estudo. Separe momentos para revisar, resolver exercícios e para descansar.

No entanto, analise se o cronograma é realizável, se conseguirá cumpri-lo. Não se iluda. Terá que abrir mão de algumas coisas durante a preparação, isso é fato, mas não se engane com ações do tipo: dormir apenas 4 horas/dia para estudar.

Estudos mostram que dormir pouco afeta sua saúde, portanto, quando chegar o dia da prova estará tão cansado que não conseguirá manter o foco na leitura das questões.

Saiba como organizar um cronograma de estudos eficiente para concursos.

Determine o tempo de estudo de acordo com a sua capacidade de concentração. Não precisa ficar preocupado com a quantidade de horas. Nem todos podem dedicar 6 horas do dia para os estudos.

Quanto tempo você consegue aprender? É isso que você deve considerar. Se consegue manter o foco durante três horas e ser capaz de resumir o que aprendeu ao final, esse é o tempo ideal para organizar o seu cronograma.

Essa dica evita pensamentos como: “Eu deveria estar estudando agora” quando está em atividades triviais (no mercado) ou de lazer. Porque você sabe o que, quanto e quando estudar.

Inclua uns 5 minutos de descanso entre os estudos, independente de quantas horas estão no seu cronograma. As pausas ajudam seu cérebro a absorver e memorizar o conteúdo, além de evitar as distrações, cabeça nas nuvens e afins.

 

Como distribuir o conteúdo a ser estudado no cronograma

 

Não é bom estudar uma matéria por completo e depois iniciar outra. Além de limitar seus conhecimentos sobre os assuntos cobrados no edital, a probabilidade de esquecer grande parte das informações é maior, porque você demorará para rever o conteúdo.

Então, organize seu plano de estudos da seguinte forma:

Priorize as matérias com maior peso e maior dificuldade. Reserve um tempo de estudo maior para elas. Posicione-as no início da semana e não deixe de fazer um bom resumo para revisão futura.

Na sequência, coloque as disciplinas com maior peso e menor dificuldade. Certifique-se que domina esses conteúdos e revise o que for necessário para acertar o máximo de questões.

Em um terceiro grupo, elenque os conteúdos das matérias com menor peso e maior dificuldade.

Por fim, complete com as matérias com menor peso e menor dificuldade.

Mesclar as matérias e conteúdos no plano te mantém motivado, porque você começa a perceber os resultados do estudo através dos simulados. Além disso, o estudo não se torna desgastante já que terá contato com tópicos fáceis e difíceis ao mesmo tempo.

Todo cronograma pode ser adaptado. Identifique as matérias que tem conteúdos longos ou que são mais complexos para você e redefina um tempo maior para elas.

Se o edital para sua vaga desejada está longe de ser publicado saiba o que e como estudar para concursos sem edital publicado.

 

Como memorizar o conteúdo estudado

 

Após estudar intensivamente as disciplinas de maior peso e maior dificuldade, você pode, gradativamente, reduzir o tempo dedicado a elas.

Por exemplo, se você começou o cronograma estudando Regência Verbal 1 hora por dia durante duas semanas. Quando este tópico deixar de ser difícil, poderá diminuir o tempo. Use-o então, para revisar e resolver exercícios para não esquecer.

A melhor forma de testar se armazenou ou não determinado conteúdo, é resolvendo exercícios.

Porém, nos últimos dias antes da prova, apenas releia suas anotações e resumos. Não adianta estudar na véspera.

 

Lembre-se que a preparação é um processo, então, não esqueça seu objetivo, mantenha pensamento positivo e busque estratégias que funcionem.

Por exemplo, materiais, apostilas, videoaulas, livros, podcasts e até coaching para concursos ou técnicas de meditação que ajudem a aproveitar melhor o conteúdo que será visto.

Quer saber mais? Confira algumas dicas de estudo para concursos https://www.youtube.com/watch?v=sU8gr-X1VHI

E bora estudar.

por Claudio

_relacionados